Ir.. Ser.. Estar..

Standard

Tudo esta escuro

Apenas o barulho nauseabundo

Do ventilador enferrujado paira no ar.

Olhos cerrados. Olhos cercados.

A gravidade zero da meditação

Escancara as faces vazias.

Uma corrente imagética de cores

Invade e evade do ser sem cessar.

Os ossos e músculos desprendem-se

Voar.

Na minha frente um caminho

Vislumbrar

Caminhar;..

Um jorro energético agarra

Alcançar, ser e estar.

Não existe luz

Mas tudo esta terrivelmente

Iluminado.

Claridade, clarear, deixar-se aqui.

As paredes movem

No sepulcro desta realidade vã,

Querer, fazer, voltar.

Escuto a correnteza

Sinto a densidade de seus minerais

Verbais, verborrágicos, vertentes

Sulfurosamente, vou, ser, estou…

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s