Daily Archives: August 30, 2010

Alabastro

Standard

Passo por aqui

Por entre os perfumes que a noite exala.

Deixo-me um momento mais

Nos olhos a ânsia que a boca cala.

Percorro alguns atalhos

Desfaleço de cansaço

Mesmo triste existe esperança

Entre as luzes no alabastro

Que recebe as almas peregrinas.

Feito o canto

De um prato antigo que ecoa

A noite desaparece nessa aurora que teima em nascer

E eu;

Deito o dorso calejado

Para um minuto de paz..

Perecer..

Jamais.

Advertisements